Como destralhar a casa

Quanto menos você possui, mais você tem. Foi a partir deste vídeo que assisti um tempo atrás no YouTube que minha vida começou a mudar. Foi tipo uma injeção que me fez tomar uma atitude considerada por muitos um exagero, mas hoje posso dizer que destralhar a casa faz um bem e é uma coisa que todas as pessoas devem fazer ao menos uma vez na vida.

Pra que viver com coisas que você não usa? Ter objetos em casa apenas para ostentar e dizer que tem? Até hoje, todas as pessoas que tentaram (e conseguiram) destralhar a casa ao menos uma vez, não se arrependeram. A dica do post de hoje é justamente esta. Sugerir que você ao menos tente se livrar de tudo que não usa e não irá usar por um bom tempo.

Por mais que você esteja dizendo agora, ah mas eu sou uma pessoa organizada! Minha casa não tem tralha! Eu já adianto que você pode estar errado. Sempre existe algo que pode ser jogado fora, algo que a gente não precisa.

Como destralhar a casa e se livrar de tudo que você tem em excesso

Antes de mais nada, não estamos dizendo para você jogar tudo que tem fora. É necessário fazer uma análise para saber se aquele item ainda tem ou não utilidade para você. Veja algumas dicas para te ajudar neste processo.

Comece!

O importante é sempre começar. Não fique naquela de deixar tudo pra depois. Aproveite o intervalo do seu programa favorito para, por exemplo, olhar uma gaveta de um móvel da sua sala. Provavelmente tem algo lá que pode ser doado, vendido ou jogado fora. O importante é se livrar de qualquer tralha que não tenha mais utilidade na sua vida.

Como destralhar a casa
Acredite, você pode encontrar tralha até mesmo em uma pia suja de louça!

Continue fazendo isso todos os dias, mesmo que utilizando apenas alguns minutos do seu dia. Você não vai conseguir destralhar toda a sua casa em 2 horas, 5 dias ou em uma semana. O importante nesta fase é tornar este processo contínuo.

Escolha prioridades

Como destralhar a casa
Será que você precisa mesmo de tudo que está dentro do armário?

O que você precisa mais? Uma panela para fazer o almoço ou uma coleção com mais de 50 panos de prato? Será que você usa realmente todos os 50 panos de prato? O que é mais útil para você hoje?

Você vai encontrar tralha onde menos imagina

Como destralhar a casa
Sabe aquele post-it com um recado já ultrapassado que insiste em ficar na sua mesa? Então, é tralha!

Já deu uma olhada na sua mesa de cabeceira, por exemplo? Será que não tem nada ali que possa ser jogado fora? Uma bula de remédio que não existe mais, sobras de algo que não tem mais a menor utilidade. Quando falamos em destralhar a casa, precisamos verificar tudo que nos cerca.

Separe as correspondências na medida em que você as recebe

Geralmente com as contas chegam malas diretas, folhetos que não terão a menor necessidade e outros. Sendo assim, logo que receber as cartas já se desfaça de tudo que não é importante ou não será necessário.

O que fazer com os objetos que não quero mais?

Você pode vender, doar ou então jogar fora itens que não tem mais como ser aproveitados. Eu por exemplo resolvi colocar uma série de CDs que não queria mais a venda no Mercado Livre por um preço bem baixo. Me livrei da tralha e arrumei um dinheirinho que foi muito bem gasto em uma tarde no barzinho com amigos. Se você não tem uma poupança, por exemplo, pode utilizar o dinheiro da venda da tralha para iniciar uma.

Se você pesquisar ainda na sua cidade, pode encontrar pessoas que compram até jornal velho! É mais do que comum pessoas guardarem jornais só porque acham que eles serão necessários algum dia.

Pare de comprar coisas enquanto destralha a casa

Se você ainda está em processo de se livrar da tralha, evite compras até terminar de ver tudo que tem em casa. Desta forma, você não corre o risco de acumular ainda mais coisas sem necessidade. É claro que isso não vale para alimentação e outros itens essenciais.

Conforme mencionamos lá no início do post, o importante é começar e seguir devagar e sempre. Você tem mais alguma dica para ajudar a destralhar a casa? Compartilhe conosco na área de comentários.

0 Comentários

Deixe um Comentário